Carta às filhas de pastores

10:11:00



Querida filha de pastor,
Antes de tudo, quero dizer-lhe que sou também filha de pastor e venho de uma grande família. Sei o que nós, filhas de pastores, passamos, e por isso mesmo acredito que posso falar sobre o assunto com você.

O inimigo tem tentado de diversas formas arruinar o povo de Deus e uma das táticas que ele mais usa é atingir a família dos servos de Deus. Não pense que o inimigo está satisfeito com nossos pais. Pelo contrário, ele procura de todos os lados acabar com o ministério que Deus os entregou, e nada mais é tão importante para os nossos pais do que ter uma família aos pés do Senhor. Nosso inimigo sabe que o escândalo é uma eficaz forma de levar muitos à perdição. Sobre o escândalo, Jesus disse: "...qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar. Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem! Portanto, se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida coxo, ou aleijado, do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno. E, se o teu olho te escandalizar, arranca-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida com um só olho, do que, tendo dois olhos, seres lançado no fogo do inferno" (Mateus 18:6-9).

O escândalo é um pecado gravíssimo diante de Deus. Você pode dizer: "irmã, sou uma jovem normal, com os mesmos sentimentos das outras que não são filhas de pastores, e há determinadas coisas que não são necessariamente pecado e que, mesmo assim, me impõem como regra a ser cumprida. Isso é injusto! Vou fazer somente o que a Bíblia diz que é pecado e ponto final". Observe então o que o apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito, orientou aos irmãos de Corinto a respeito disso: "E pela tua ciência perecerá o irmão fraco, pelo qual Cristo morreu. Ora, pecando assim contra os irmãos, e ferindo a sua fraca consciência, pecais contra Cristo. Por isso, se a comida escandalizar a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que meu irmão não se escandalize" (1 Coríntios 8:11-13). Há coisas que não são necessariamente pecado, como o comer carne sacrificada, mas se isso escandaliza seu irmão, você DEVE deixar de fazer. Compreende? O caminho é estreito, irmã. E você não tem outra escolha. Ou obedece a Palavra, ou terá de enfrentar o juízo de Deus sobre sua vida. Isso pode soar forte, mas nosso Deus é zeloso e fogo consumidor (Hebreus 12.29).

Sei que nós somos muito visadas e por vezes somos interpretadas de forma errada. Talvez, como jovem, você diga: “o ministério é do meu pai e não meu. Tenho minha própria vida”, como já ouvi de algumas filhas de obreiros. Mas, convenhamos, Deus nos deu o privilégio de termos pais consagrados exclusivamente a Ele, tivemos o privilégio de nascer numa família onde nossos pais conhecem a Deus e amam sua Palavra e privilégios carregam maiores responsabilidades. Muitos jovens sofrem porque não têm pais cristãos e muitas vezes são perseguidos por amarem a Cristo e querer seguir seus ensinamentos. Você, filha de obreiro, não tem esse problema. Então, como filha, você deve obedecer seus pais sujeitando-se a eles, como diz: “Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra” (Ef 6.1-3).

Se você quiser ter um futuro de paz, comece hoje honrando seus pais e o ministério que Deus os deu. Nossos pais têm abençoado tantas famílias quando exortam, aconselham, ensinam... pensemos nisso. Procure transmitir através de suas palavras, das suas fotos, das suas amizades e interesses um profundo temor a Deus e respeito por Sua palavra. Busque inspiração na Bíblia e não nos artistas mundanos. Não seja trivial, nem fútil, mas reverente e santa. Não somos inocentes e sabemos o caminho certo. A escolha final ou o domínio que teremos sobre o pecado estão em nosso querer/vontade. Assim como Deus falou a Caim, hoje Ele fala a nós: "...sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar" (Gn 4.7).

Deus tem abençoado nossos pais e tudo que temos hoje, devemos primeiro agradecer a Deus, aos nossos pais e à Igreja santa do Senhor. O compromisso e fidelidade a Deus deram aos nossos pais um lugar de honra no Reino de Deus, não seus próprios talentos, riquezas, inteligência. Aliás, muitos deles sequer tinham o que comer quando eram crianças e jovens. Alguns foram rejeitados na família, no trabalho, tratados com desdém por muitos porque eram, aos olhos humanos, ordinários demais para receber o respeito. Sabemos de onde Deus tirou nossos pais e quem eles são agora. Uma das formas de sermos gratas a Deus por isso é sujeitando-nos à Palavra de Deus, honrando nossos pais.

Deus tem preparado para nós o melhor. Procure gastar esses anos da adolescência e juventude buscando a Deus pela Palavra e oração. Vamos nos inspirar no exemplo dos nossos pais. Desligue um pouco a TV e a Internet e busque orientação de Deus. No dia em que você fizer isso, Deus abrirá os caminhos para você.

Tenha muito cuidado com sua reputação. Não despreze o testemunho e a conduta cristã. Procure andar de forma que não dê escândalo. “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus. Como também eu em tudo agrado a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que assim se possam salvar”. (1 Coríntios 10:31-33). Caras e bocas na frente do espelho do banheiro, ângulos que ressaltem as curvas do seu corpo, lugares e roupas que exibem parte do seu corpo não são atitudes de uma serva de Deus, que se dirá de uma filha de pastor! Paulo não buscava satisfazer a si mesmo, mas procurava viver de forma que não escandalizasse. Isso quer dizer que reputação conta muito. Precisamos ser sal e luz. Precisamos ser diferentes, ainda mais nós que somos filhas dos que orientam a igreja. Devemos ser exemplo para o rebanho. E não veja isso como uma carga ou desonra, mas como privilégio por ser participante dos sofrimentos e da glória de Cristo.

Depois que passei a ser mãe muitas coisas que não compreendia dos meus pais, quando era adolescente e jovem, passei a compreender perfeitamente. Posso dizer que nesses meus poucos anos vi a benção de Deus sobre a vida de várias filhas de pastores que abriram muitas vezes mão de si mesmas para obedecer a seus pais. Eu também sinto que sou abençoada por Deus por ter renunciado muitos convites, relacionamentos e atividades que meus pais não aceitavam. Evangelho é isso, é renúncia. Muitas vezes não compreendemos, mas obedecemos mesmo assim. Isso também é fé. É acreditar que estamos semeando obediência para colhermos as bênçãos de Deus no futuro muito próximo.

Nós, que somos filhas de pastores, precisamos orar mais, jejuar mais, ler mais a Bíblia, pois os ataques são maiores. Nossa luta não é contra a carne e o sangue, mas contra principados e potestades (Ef 6.12). Levemos isso a sério. O inimigo não brinca em serviço. Ele sabe muito bem onde, como e quando nos atingir. Se não estivermos em oração, seremos presas fáceis. Deixe que o ESPÍRITO SANTO lhe convença pela Palavra e saiba que você precisará abrir mão dos seus conceitos egoístas e liberais em favor dos seu irmãos e de sua igreja, pois é assim que Deus quer.


Creio que Deus abençoará muito você e lhe fará prosperar mais que a seus pais se tão somente você for fiel.


É por lhe amar que escrevo essas palavras. Acho muitas das filhas de pastores lindas e quero ver vocês mais lindas ainda quando escolherem fazer a diferença nesse mundo, evangelizando e pregando a santidade. Não só pregando, mas vivendo.


Oro por você e peço que Deus abra os seus olhos antes que seja tarde.


Um grande abraço,
Adna

You Might Also Like

0 comentários

Visualizações

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe